Tomada de Posse da Comissão Política

Sunset no Jardim da Música de Odivelas

Discurso do Secretário-Geral Filipe Sanches

Sessão solene das comemorações do 24º Aniversário de Odivelas

Entrevista Odivelas TV a Carla Marcelino

Candidata a Presidente da JSD Odivelas - Lista A

28 de Julho de 2014

A arte de falar sem dizer coisa nenhuma


        Estar atento à “crise do PS” é um exercício útil.
Antes demais, porque como partido do arco da governação, o PS tem responsabilidade acrescida em apresentar uma oposição forte, com ideias claras e um projecto alternativo, ou pelo menos, trazer algo construtivo à governação actual. Depois, porque  este escrutínio e discussão pública de candidatos, é algo a que o Partido Socialista não tem estado habituado na sua história, estando mais habituado a decidir os seus líderes dentro de portas. Por isso e pelo facto do PS ter inovado na forma (primárias abertas) já torna estas eleições interessantes. Mais, mesmo que não admita o movimento do pendulum de Touraine como inevitável para já, o vencedor destas eleições internas irá ter sempre um papel importante nas legislativas de 2015.
O PS é neste momento um partido dividido, mas em torno de que diferenças?
De um lado, António José Seguro, é o secretário-geral actual de um PS que tem nos últimos anos sido uma oposição medíocre, colado à esquerda das greves, da renegociação da dívida e dos pedidos consecutivos de demissão do governo. Muito, muito poucas ideias. Por outro lado começou lentamente e envergonhado a descolagem ao anterior governo do Eng. José Sócrates, fazendo disso assunto tabu, mas timidamente lá acabou por o fazer. Não sem antes ter feito algumas vontades a Mário Soares e companhia, que lhe tiraram a hipótese de por exemplo, ter disputado em maio deste ano as legislativas.
Tirando estes 3 últimos anos de inexistência, começa agora a dar sinais de vida -participa em hangouts (evitando respostas concretas ás perguntas cujos temas já conhecia de antemão) e faz campanha pelo país ora criticando o governo (sem dizer o que faria diferente), ora criticando António Costa. Apresentou as suas ideias quando quis fazer das Europeias uma espécie de pré-legislativas, o que não mereceu a confiança dos portugueses. 

Do outro lado, António Costa. Foi quase candidato a secretário-geral há cerca de ano e meio, mas recuou, dando nessa altura o seu voto de confiança a Seguro. Consenso ou oportunismo? Detentor de uma boa-imagem e boa-imprensa invejável, vem reforçado com a vitória por maioria absoluta na CM de  Lisboa e com a vitória de Pirro do PS nas Europeias. Tal qual D. Sebastião esperado, em apenas alguns dias abanou as fundações do partido, mobilizando os seus apoiantes e causando demissões na comissão nacional do partido. É assustadoramente próximo ao comentador Eng. José Sócrates, assim como de Soares. Mantém a ideia de que o governo anterior não tem responsabilidade no resgate e isso por si só é uma ideia perigosa porque só prova que nada se aprendeu com os erros do passado. 
Ideias, poucas. Repete frases sem sentido prático, as críticas à “ideologia liberal da direita”, a “tecnocracia”, e a “necessidade de um governo de esquerda”. Alternativas? Ao mesmo tempo, apresenta programas para a década em que “falar das finanças fica para depois”. 
Pessoalmente, também tenho curiosidade em perceber como as contas da CMLisboa ficarão quando mudar a cor do executivo na capital. 
Pelo meio zangam-se as comadres, Costa acusa Seguro de estar colado ao governo, enquanto Seguro acusa Costa de lhe roubar as ideias.
Ambos pedem confiança aos portugueses (será que fizeram por a merecer nos últimos 9 anos?) - Costa pede mesmo maioria absoluta, e Seguro quer tirar a “corte que governa em Lisboa”.


A única conclusão que se retira para já, é que, ganhe quem ganhe, não faz ideia de como resolver os problemas concretos do país, e repete as mesmas fórmulas bota-abaixo que têm sido usadas nos últimos 3 anos, fazendo crer que já voltámos à conversa bacoca com muito pouco conteúdo. A última vez que o PS ganhou eleições assim, deu no que deu. 





24 de Julho de 2014

Escolhidos representantes da JSD Odivelas para a Universidade de Verão 2014!


De 1 a 7 de Setembro a Universidade de Verão regressa a Castelo de Vide, e como já vem a ser hábito, a JSD Odivelas faz questão de estar presente em força nas ofertas formativas que a JSD e o PSD oferecem.

Este ano, e pelo segundo ano consecutivo, foram 5 os representantes da JSD Odivelas, num lote de 100 jovens, convocados a participar na Universidade de Verão e que foram escolhidos através de uma selecção criteriosa, e que normalmente deixa muitos concorrentes de fora. 


É assim com responsabilidade, mas com muita vontade que os nossos 5 “UVianos” , Daniela Duarte, Filipe Moreira, Manuel Pereira, Pedro Cardoso e Rita Pereira encaram este desafio, o de trabalhar arduamente na sua própria formação, durante uma semana das suas férias, para serem jovens mais preparados para liderar a mudança que a nossa geração quer ser! Representam também Odivelas, e a voz dos jovens Odivelenses!

Em jeito de motivação, fica o vídeo do encerramento da última Universidade de Verão! Parabéns e votos de bom trabalho já daqui a pouco mais de 1 mês!



23 de Julho de 2014

II Congresso Regional de Lisboa AM

No passado sábado decorreu o II Congresso Regional da JSD Lisboa AM, em Loures.

A JSD Odivelas esteve presente com 10 delegados: Filipe Sanches, Rodolfo Cardoso, João Correia, Guilherme Duarte, Filipe Moreira, Liliana Batista, André Amaral, João Nunes, Marta Pinto e Carla Marcelino, por inerência.

Votaram 82 delegados regionais, que elegeram a lista única candidata à comissão política regional e à mesa do congresso regional, com os seguintes resultados: 55 votos a favor, 3 votos nulos e 24 votos brancos.

A JSD Odivelas não se encontra presente nos órgãos eleitos, não tendo indicado quaisquer candidatos, pese embora, mantenha a sua presença e representatividade nos órgãos regionais através dos delegados eleitos que exercerão o seu mandato no conselho regional.

Foram eleitos como militantes honorários, indicados pela concelhia da JSD Odivelas, os nossos companheiros Bruno Duarte e Inês Fonseca. A eles, muitos parabéns pela eleição, que configura um justo reconhecimento pelo papel essencial que tiveram na história da secção e da estrutura. O nosso agradecimento pelo trabalho que empreenderam nos últimos anos a favor da JSD Odivelas e aguardamos com grande expectativa aquele que certamente farão no partido.

A JSD Odivelas espera que o mandato que se segue seja profícuo e sirva os melhores interesses dos jovens do distrito.

22 de Julho de 2014

Tomada de Posse da nova Comissão Política no Jardim da Música

        No dia 18 de Julho, cerca de 12 dias depois de oficialmente eleita, a comissão política da presidente Carla Marcelino tomou posse no Jardim da Música de Odivelas.
A cerimónia - organizada em formato de sunset - contou com muitos convidados, e teve uma adesão demonstrativa da força mobilizadora da JSD Odivelas. Além de familiares, amigos e militantes de Odivelas, contámos com a presença dos órgãos cessantes (ex-presidente Bruno Duarte e ex-presidente de mesa Paulo Pinheiro), e estiveram oficialmente representadas a Comissão Política do PSD Odivelas (na figura do seu Vice-Presidente Dr. Carlos Roda), a Comissão Política Nacional da JSD (na figura do Diretor do Gabinete de Relações Internacionais Luís Viegas), as Comissões Políticas da JSD de Sintra e de Oeiras, o Presidente da JSD Regional Lisboa Área Oeste, a Câmara Municipal de Odivelas (pelo assessor do pelouro da Juventude Tiago Jesus), a Juventude Socialista de Odivelas, e por fim como convidado especial o histórico Social-Democrata, Dr. Fernando Seara.


No decurso da cerimónia, que começou com o presidente de mesa cessante a passar o testemunho ao actual presidente João Correia, os convidados foram discursando, desejando votos de bom trabalho e elogiando a equipa e o projecto apresentado. A mensagem do Dr. Fernando Seara ficou especialmente vincada na equipa e nos convidados, quando afirmou que “os políticos do futuro são aqueles que não vivem dependentes da actividade política - porque não são obrigados a ceder nos seus valores”. O ex-presidente Bruno Duarte fez um discurso emocionado, em que reiterou a confiança e o orgulho nesta equipa, para prosseguir o trabalho que é bem conhecido, e que é a “marca JSD Odivelas”.
Por fim, os membros da nova CP foram chamados um a um, culminando com a chamada da nova presidente, que fez o primeiro discurso oficial do mandato, pedindo a mobilização de todos, motivação e trabalho, com um discurso agregador e que terminou com os presentes a aplaudir de pé.
Pelo meio, a organização preparou a visualização de vídeos que mostraram algum material relativo às actividades do mandato 2012/2014, e que foram acompanhados de emoção e gargalhadas pelas pessoas mais próximas ao trabalho da JSD Odivelas, assim como uma pequena lembrança que foi entregue ao ex-presidente Bruno Duarte.
A tomada de posse terminou com muito convívio entre os presentes, e um porto de honra, em que não faltou variedade de bebidas e canapés, ao som de uma Jam Session da Academia de Música da Ramada.

Podes consultar os órgãos da nova comissão política aqui no blog ou no facebook! 

16 de Julho de 2014

Discurso do Secretário-Geral Filipe Sanches, na sessão solene das comemorações do 24º Aniversário de Odivelas

No passado Domingo dia 13 de Julho, o nosso secretário-geral, e líder de bancada do PSD na Assembleia de Freguesia de Odivelas discursou na sessão solene das comemorações do 24º Aniversário da Cidade de Odivelas.





"Nesta sessão solene em que celebramos o 24º Aniversário da Cidade de Odivelas, no dia em que terminam as festas da nossa cidade, começo por felicitar o Executivo da Junta de Freguesia e os seus funcionários, pela organização deste evento que, pelo que pude constatar, honrou e dignificou o nome de Odivelas.

Este é um momento importante na agenda da nossa cidade, um momento que vitaliza e aproxima o tecido associativo e empresarial de Odivelas, aos seus cidadãos, criando a oportunidade destes contactarem com o trabalho que é desenvolvido no nosso concelho, por todas estas entidades.

Estou certo que, só com este tipo de iniciativas, é que muitos odivelenses ficam a saber que em Odivelas temos a Confraria da Marmelada, e que em Odivelas temos O Movimento Odivelas no Coração, e que em Odivelas temos a Associação Cultural Social e Desportiva da Arroja, e como estes exemplos, tantos outros, de forças vivas da nossa comunidade, que fazem um trabalho muitas vezes invisível aos olhos do cidadão comum, mas que assume uma importância vital, na nossa sociedade.

Este momento em que celebramos a nossa Cidade é também o momento em que temos de a defender de expressões como “ Odivelas é um dormitório”! Odivelas naturalmente tem pessoas.. que dormem… Mas não é um dormitório! É muito mais que isso! Odivelas é uma cidade de desporto, é uma cidade de cultura, com um património histórico do qual nos temos de orgulhar e defender, como o Mosteiro de São Dinis, fundado por Dom Dinis em 1295, um dos maiores reis de Portugal e que está aqui sepultado!

Eu, jovem eleito, orgulho-me da minha cidade e sei que os mais de 40.000 jovens de Odivelas também!

É esta defesa da nossa cidade, das suas forças vivas, da sua história e do seu património que tem de ser feita por todos nós, cidadãos, autarcas eleitos e executivos.

No que toca à bancada do PSD, estaremos sempre prontos a defender a potenciar e participar em projectos que promovam Odivelas, as suas forças vivas e os seus cidadãos.

Obrigado a Todos!
Viva Odivelas
E Parabéns!"

13 de Julho de 2014

Eleitos os Delegados Regionais Concelhios da Secção de Odivelas


Apenas uma semana depois dos militantes terem sido chamados a escolher os novos órgãos concelhios, realizou-se ontem um novo acto eleitoral, desta vez para a eleição dos Delegados Regionais Concelhios da Secção de Odivelas que irão estar presentes no próximo Conselho Regional de Lisboa, a decorrer no dia 19 de Julho em Loures.


A nova Presidente Carla Marcelino procurou criar pontes para uma etapa de maior integração na concelhia tendo chegado a consenso para apresentar uma lista única, integrando companheiros que não pertencem à comissão política recém eleita, dando-lhes o seu voto de confiança e abnegação em prol da JSD Odivelas como um grupo. 
O resultado foi a lista encabeçada pelo Secretário-Geral Filipe Sanches, que conta com alguns militantes com experiência no Conselho e outros que irão pela primeira vez exercer este mandato, o que mostra a disponibilidade em integrar pessoas novas dando lugar a que estas possam ser uma mais valia para o futuro da JSD apoiadas pelos companheiros com mais experiência.

Assim sendo, os Delegados eleitos são:

Efectivos:
1. Filipe Sanches
2. Rodolfo Cardoso
3. João Correia
4. Guilherme Duarte
5. Manuel Pereira
6. André Amaral
7. Inês Abrantes
8. João Nunes
9. Marta Pinto

Suplentes:
1. Filipe Moreira
2. Liliana Batista
3. Catarina Silva
4. Pedro Cardoso
5. Rodrigo Pereira
6. Ricardo Roda
7. Jorge Peitinho
8. Tiago Duarte
9. Élia Capitão

Inerência da presidente da comissão política:
Carla Marcelino


Um bom trabalho a todos os delegados eleitos!

11 de Julho de 2014

Eleições amanhã Delegados Regionais

Amanhã, sábado, Eleições para os Delegados Regionais Concelhios na Secção em Odivelas, entre as 18:00 horas e as 22:00 horas!

Não faltes!

A única lista candidata é encabeçada pelo companheiro Filipe Sanches, Secretário-geral da Comissão Política da JSD Odivelas.

Os Delegados que serão eleitos representarão a concelhia de Odivelas junto do Conselho Regional de Lisboa, entre 2014 e 2016.

Sempre contigo!

JSD Odivelas